9 de dezembro de 2010

Inverno Irlandês

Foi publicado no site do jornal irlandês Irish Times, fotos que marcaram a semana em relação ao intenso inverno que chegou mais cedo na Europa este ano.

Ireland hit by week of snow



Fonte: http://www.irishtimes.com/indepth/slideshows/week_of_snow/

30 de novembro de 2010

Enquanto isso em Dublin...

Como está o tempo hoje em Dublin?

Chovendo? Ventando? Nevando?

Abaixo um link que mostra imagens ao vivo da cidade. Não sei dizer ao certo onde a câmera está instalada, mas as imagens são ótimas e podemos ver com detalhes a movimentação da O'Connell Bridge em Dublin.

Se a imagem não aparecer de imediato, clicar no ícone "play" do video, ou entre no post clicando no menu ao lado.

"400">

23 de novembro de 2010

Crise Irlandesa: Ir ou não ir? Eis a questão...

Como todos sabem, a Irlanda passa por uma fase financeira difícil e precisou buscar auxilio para controlar seus problemas.
Muitas pessoas me questionam se é viável continuar com a minha viagem. Eu digo que sim (visão e conclusão super pessoal).

Conversei com algumas pessoas em Dublin e me afirmaram que a mídia brasileira, como sempre, usou do sensacionalismo para falar do país de um modo generalizado.

Eles me falaram que em Dublin, não há um alto índice de desemprego como informado e que os movimentos no comércio são os mesmos: muita gente saindo das lojas com pacotes nas mãos e frequentando os mesmos restaurantes de sempre.
O que mídia fez foi buscar uma cidadezinha chamada Gort, que a sua população chega a ser mais de 50% formada por brasileiros e em sua maioria com estadia ilegal no país.

Esqueceram de comunicar que a crise afetou o setor da construção civil, o forte na cidade e que boa parte dos brasileiros que retornaram ao Brasil – os ilegais, trabalhavam em um frigorífico que fechou, obrigando assim os brasileiros a retornarem ao país.
Sou otimista nas minhas escolhas e acredito que isso não vá interferir na minha viagem e em meus estudos, até mesmo porque vou preparada. O que precisamos fazer é sair do Brasil com uma reserva legal de dinheiro para nos sustentarmos até conseguirmos um emprego. (tempo médio de dois meses)
O Brasil já passou por crises parecidas ou piores. E se o quadro da Irlanda não melhorar, o máximo que podemos fazer é voltar para casa, rsrs.
O que estou querendo dizer é que minha viagem continua otimista como esteve desde o início.
Esse é o MEU ponto de vista, mas se alguém tem dúvidas com relação a viagem, procurem se informar mais e ver se isso é realmente o que deseja.
Abs!!
__________________________________________________________________________

5 de novembro de 2010

Antenados com a Irlanda...

Olá Pessoal, tudo bem?

Para ficarmos antenados com o que rola na Irlanda, segue abaixo sites com notícias sobre o país:

 - http://www.irishtimes.com/

 - http://www.ireland.com/

- http://www.irishexaminer.com/ireland/

- http://www.anglocelt.ie/

- http://www.argus.ie/


Há mais sites no link: http://www.onlinenewspapers.com/ireland.htm

Bjuss e até logo!!!
__________________________________________________________________________

25 de outubro de 2010

Errata!

Olá pessoal!

Coloquei uma informação incorreta no blog, mas acertei no próprio post!

A informação é do post "Em busca de uma nova aventura" e o assunto é "Dinheiro". 

Havia informado que precisamos apresentar o valor de € 1mil na imigração. Não é necessário apresentar este valor na imigração, somente para abertura da conta corrente no banco indicado pela escola.

Já acertei o post, qualquer dúvida é só conferi-lo novamente!

Bjus!
__________________________________________________________________________

23 de outubro de 2010

Dicas e mais dicas....


Viajando pela Europa...
A Irlanda é um país fantástico! Há várias cidades históricas e registros de grandes acontecimentos na ilha. O que facilita é que podemos conhecer o país inteiro de trem!
As passagens de trem podem ser adquiridas no CIE Travel, que tem uma agência em frente a estação Abbey Street do LUAS.
E se já estamos na Irlanda, visitar outros países da Europa fica mais fácil e barato. Por incrível que pareça, a forma mais econômica de viajar é por avião, principalmente os  vôos semanais.
Segue alguns sites de cias áreas:
Ryanair – www.ryanair.ie
Aer Lingus – www.aerlingus.ie
Site de passagens – www.cheapflights.co.uk
Algumas agências de viagens oferecem pacotes com descontos para alguns destinos, sendo assim, não deixe de visitá-las.
Albergues

Uma dica boa são os cartões de albergues, são válido em vários países da Europa. Se hospedar em albergue faz parte do kit da viagem econômica, rs

Sites de Albergue pelo mundo:



__________________________________________________________________________

22 de outubro de 2010

Chegando lá...

Roupas

Além de seguir todo compromisso passado pelas escolas ou agências, pela qual o intercâmbio foi fechado, é necessário suprir outras necessidades como comprar roupas, por exemplo.

Seguindo a dica dos amigos que já moraram na Irlanda, levar muita roupa na mala é levar peso a toa. Nossos casacos brasileiros não comportam o frio irlandês. As temperaturas no verão podem chegar ao máximo 20°C e no inverno a mínima pode chegar a -6°C, sem contar o vento constante em qualquer estação do ano, o que faz a sensação térmica ser a vilã do frio que sentiremos.

Neste caso, temos que separar uma grana a mais para comprar alguns casacos assim que pisarmos na ilha. Mas não precisamos nos preocupar muito com preços, como disse anteriormente, o custo de vida em Dublin é muito baixo e algumas lojas oferecem bom preço e boa promoção.

Passando algumas dicas que recebi, uma loja bem popular em Dublin é a Penneys, como se fosse uma C&A. Uma outra opção são os brechós em Dún Laoghaire, próximo a estação com o mesmo nome. Além de algumas promoções em algumas lojas na Talbot Street, próximo ao monumento Spires (que fica na O´Connell Streets, a principal avenida de Dublin).

Acomodações

Optei a princípio, por uma semana de acomodação em casa estudantil, oferecida pela escola que fechei o intercâmbio. Você pode ficar o período que achar necessário lá, mas pesquisei sobre isso e vi que acomodações em casa estudantil ou casa de família são bem mais caras do que a locação de uma casa, apartamento ou quarto.

O valor do aluguel é pago por semana e não existe toda a burocracia encontrada no Brasil. Se você não deseja ficar mais no imóvel, basta avisar o proprietário no prazo de uma semana que antecede a sua saída.

O que compensa é fazer amizades e encontrar uma casa ou um apto para dividir com essas pessoas, além de ter companhia ainda pagaremos um valor acessível referente ao aluguel, o que ajudará nas economias!

Podemos buscar imóveis através do site http://www.daft.ie/. Há vários anúncios de imóveis e de pessoas que gostariam de dividir apartamentos ou casas. 

Uma outra opção é utilizar hostel, mas não por um período longo por causa da rotatividade, mas ajudaria no começo, caso não consiga ninguém para dividir as despesas com aluguel, é só visitar o site http://www.hostelworld.com/  e buscar uma melhor opção.

E a comunicação, como fica?

Realmente a grana extra é necessária, porque além de comprar roupas, precisamos ter em mãos um telefone celular para que as empresas entrem em contato conosco a respeito de trabalho e para nos comunicarmos com nossos novos amigos.

Ainda bem que o custo de vida na Irlanda é baixo....

Recebi sites de algumas operadoras irlandesas, elas oferecem um preço interessante em seus aparelhos, mas não sei dizer qual delas seria a melhor para adquirir, isso descobriremos por lá:

Three – www.three.ie
Meteor – www.meteor.ie

Ao que se refere ao acesso a internet, a cidade inteira é abastecida com pontos de Wi-Fi com acesso gratuito, basta levar seu note e matar a saudade da galera no Brasil.

Trabalho

O prazo mínimo para se conseguir um emprego em Dublin é de dois meses. Acredito também que isso vai depender muito da vontade e do inglês de cada um, pois para conseguir um emprego por lá, tem que ser muito persistente e comparecer aos lugares, não somente entregar os currículos via internet.

Antes de procurar emprego, precisamos ter em mãos o PPS Number, que é um registro que nos dará o direito ao trabalho legal no país e que será utilizado para outros fins, ao que se referente a legislação trabalhista. É necessário pagar o valor de € 150,00 para aquisição.

As orientações para adquirir o PPS Number serão dadas na escola em que você foi matriculado.

Segue abaixo a lista de alguns sites para cadastro do currículo:


Além dos sites, há um posto de atendimento chamado FAZ Ireland, onde há várias vagas e geralmente as mesmas que constam em sites.

Visitar algumas agencias também ajuda. A NOEL e a ADECCO ficam na Dawnson Street, paralela a Grafton Street

Uma dica boa, principalmente de quem sempre trabalhou em RH na vida (eu!!), se apresentar com roupas formais e adequadas ajuda em qualquer país.

Transporte

Podemos emitir uma carteirinha de estudante na Trinity College (geralmente a escola em que você vai estudar lhe encaminhará para a emissão da carteirinha). O valor da emissão é de € 15,00 e ela fica pronta na hora. Com a carteirinha, teremos diversos descontos, principalmente na utilização dos trens, Luas e ônibus no país.

Os horários e itinerários dos ônibus podem ser conferidos através do site http://www.dublinbus.ie/. Um amigo que morou lá me disse que através do site, podemos cadastrar nosso celular para recebermos os horários em qualquer lugar, o que facilita principalmente quando estivermos em fase de adaptação.

Os horários e itinerários das Luas, um transporte parecido com um metrô, podem ser conferidos através do site http://www.luas.ie/. É o transporte mais rápido e barato da cidade.

O DART é o trem, circula por quase toda a cidade de Dublin e o interior da Irlanda, além de fazer conexões para Irlanda do Norte. Para conferir horários e itinerários http://www.dart.ie/.
__________________________________________________________________________

Me preparando para a viagem...

Fechar o curso com agências ou direto com a escola?

OBSERVAÇÃO 03/2015 - Escola SEDA: A escola parece bem prestativa a princípio, mas quando você precisa lhe cobra por serviços inclusos no pacote.

Cheguei sem acomodação (que já havia pago antes de ir). O endereço que nos enviaram estava lotado. De mala e tudo, fui até a escola que me fez esperar até terem a brilhante ideia de tirar um aluno da acomodação para me colocar no lugar. Ele simplesmente teve que se virar para encontrar outro lugar.

Demorei quase 3 meses para ter a documentação regularizada para pegar o meu GNIB. Só abram bem os olhos com a escola que você fecha o contrato. Prestativos, todos são no começo, mas depois, é você que tem que se virar.

----------

Uma das preocupações para quem está prestes a fechar um intercâmbio é o preço e qualidade do ensino. Eu pesquisei muito esses dois itens e outros mais.

A principio fecharia com uma agência de intercâmbio. Fiz cotações com várias agências e uma delas me chamou atenção pela qualidade do atendimento. O preço era meio salgado, mas a escola, segundo informações, era uma das melhores de Dublin. O total de tudo isso somava pouco mais de R$ 12mil reais com passagens e seguro saúde inclusos (sem contar a grana extra!).

O preço final me induziu a procurar pela outra opção citada em fóruns sobre intercâmbio na Irlanda: fechar diretamente com a escola.

Antes, pesquisei sobre todas as escolas citadas e fui separando as que possuíam menos status negativos. A escola que me chamou atenção, por não haver reclamações, foi a SEDA.

Entrei em contato com eles e pedi uma cotação, que por sinal foi a melhor que havia recebido. Procurei saber mais sobre a SEDA e decidi fechar o negócio.


Passagem

Assim que enviei toda a documentação referente a matrícula para a SEDA, eles me adiantaram via email, as cartas necessárias para apresentação na imigração e para a compra da passagem.

Cotei pela KLM, Air France (mesmo grupo) e Ibéria. Achei os preços da KLM mais interessantes e fechei com eles.

Primeiro reservei a passagem com a data que informei a SEDA. Para comprar as passagens como estudante, basta encaminhar uma cópia do passaporte e as cartas que a escola adiantou via email. Os bilhetes serão emitidos com descontos e encaminhados para seu email, assim que o comprovante de pagamento for encaminhado.

Segundo a atendente da KLM, a data da passagem de volta poderá ser alterada assim que chegarmos a Dublin, pois o valor da emissão não pode ultrapassar 360 dias da data da solicitação.


Seguro Saúde Internacional

Na minha opinião, o seguro saúde é uma das principais aquisições antes do embarque. Além da prevenção, será menos burocrático viajar por outros países da Europa, principalmente os que integrantes do Espaço Schengen.

Quando fechei o pacote de estudos com a escola, eles me ofereceram o seguro governamental. Aceitei por ser um seguro gratuito, mas caso necessário a utilização do mesmo, teremos que pagar pela consulta e esse valor será reembolsado mais tarde pelo governo.

Para evitar dores de cabeça e adquirir uma melhor prevenção, vou sair do Brasil com o seguro internacional pago pelo tempo que permanecerei na Irlanda, ou seja, um ano. É um pouco caro, mas como dizem há muito tempo, com a saúde não se brinca! Vou fechar o seguro com a GTA, foi a seguradora com os preços mais acessíveis que encontrei. Farei a aquisição  do seguro somente no mês do embarque.

Quem tem dúvidas com relação ao seguro saúde, pensa direitinho e  o adquira com a seguradora da sua preferência!


Dinheiro

É obrigatória a apresentação de no mínimo mil euros para fins de comprovação de  fundos durante a estadia no país.

Abriremos uma conta corrente em nosso nome e esse valor será depositado e liberado para uso após 10 dias, tempo para efetivação da conta. A carta para abertura da conta corrente será emitida pela escola, que nós encaminhará ao banco.

Além dos mil euros, é importante levar uma quantia a mais, pois não sabemos quando começaremos a trabalhar e reserva nunca é demais.

Para não levar o dinheiro reserva em papel, solicitei o cartão VTM Euro (cash passport). É um cartão recarregável da Visa. A solicitação é gratuita e ele pode ser carregado com o valor solicitado em até 24h. É usado como debito e é aceito em todos os estabelecimentos que têm a bandeira da Visa.

O valor é convertido automaticamente pela moeda local. Por exemplo, quando eu for para o País de Gales, onde a moeda é a Libra, qualquer compra que eu efetuar com o VTM, o valor é automaticamente convertido em Libras e eu não pago nenhuma taxa por isso.

Solicitei o cartão porque achei interessante não ter que levar um "bolinho" de dinheiro na mão e principalmente porque não preciso fazer o câmbio antes de viajar por outros países, além disso, quando alguém da minha família me enviar dinheiro, pode ser creditado no VTM, sem custo.

Para mais informações, basta acessar o site da visa:
http://www.visa.com.br/conteudo.asp?pg=1340.

Eu solicitei o cartão através de uma corretora de câmbio credenciada.


Fazendo as malas!

O conselho que recebi dos amigos que moraram e Dublin foi o seguinte: não leve muita coisa na mala. Bom, isso é algo complicado para mim, porque um final de semana na chácara dos meus pais que fica a 15min da cidade onde estou, eu levaria uma mochila cheia de roupas...

Esse conselho foi para me alertar sobre a necessidade do consumo de roupas locais, não por vaidade ou consumismo, mas por necessidade devido ao clima do país. Nossos casacos não comportam o frio irlandês.

Ai vai mais uma dica: na hora de arrumar as malas, leve somente o necessário, pois a maioria das coisas teremos que adquirir por lá.

Eletrônicos também precisam ser revisados, pois a voltagem na Irlanda é completamente diferente do Brasil. A falta de conhecimento sobre esta informação pode causar sérios danos!

Seguindo a dica dos meus amigos, levarei um casaco e algumas blusas que acredito que vai me manter viva do frio enquanto saio para fazer compras.

__________________________________________________________________________